Os 10 livros de ficção mais vendidos no mundo

Os 10 livros de ficção mais vendidos no mundo

Atualmente, ser um “best seller” parece estar cada vez mais fácil. Os livros mal são lançados e já são um estouro no número de vendas e tornam-se instantaneamente um sucesso. Porém, existem aqueles livros que, realmente, podem ser chamados de “fenômenos” da literatura: seja pela história, pelo tipo de narrativa, ou pela construção dos personagens, uma coisa é certa: esses livros tornaram-se clássicos e atingiram marcas inimagináveis.

Confira quais são os livros de ficção mais vendidos no mundo:

Livros-mais-vendidos-da-história-1

1) Dom Quixote – Miguel de Cervantes

SINOPSE: Obra concebida como novela curta e escrita em duas partes distintas, Dom Quixote foi inspirado em um caso real de loucura. Opondo-se à irrealidade das novelas de cavalaria, ainda muito lidas na Espanha da época, Cervantes teria pretendido fazer uma sátira dessa “propaganda” cavaleiresca e dos que se armavam cavaleiros às cegas. Mas a caricatura de um estilo fantasioso se transformou no retrato da aventura humana, no perfil do homem dividido entre o sonho e a realidade. A influência de Dom Quixote – uma das maiores obras-primas da literatura de todas as épocas – estendeu-se, através do tempo, a escritores, pintores, escultores, dramaturgos, cineastas, músicos, cada um dando sua versão pessoal do “cavaleiro da triste figura” e de seu fiel escudeiro: Dom Quixote e Sancho Pança.

Estima-se que tenha vendido entre 500 e 600 milhões de cópias.

2) O Conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas

SINOPSE: O futuro do jovem marinheiro Edmond Dantés parecia promissor. No entanto, a conspiração de três inimigos invejosos ocasionou sua prisão por catorze anos. O que ninguém esperava era que ele conseguiria sair da prisão, com uma sede de vingança que não pouparia nenhum dos responsáveis pela sua tragédia.

Estima-se que tenha vendido entre 200 e 250 milhões de cópias.

3) Um Conto de Duas Cidades – Charles Dickens

SINOPSE: A narrativa de Um Conto de Duas Cidades – que se refere a Londres e Paris – tem início em 1775, quando começam a germinar os movimentos que culminariam na Revolução Francesa. Em meio a grandes injustiças e abusos por parte da nobreza, os camponeses e artesãos conformam-se com as injúrias, sabedores de que o tempo da vingança está próximo. Considerado um clássico da literatura inglesa do século XIX, Um Conto de Duas Cidades trata ao mesmo tempo da realidade da Inglaterra e da França revolucionária. Dickens toma como ponto de referência a Revolução Francesa para apontar os problemas sociais e políticos da Inglaterra, pois temia que a história se repetisse em seu país quando escrevia o romance.

Estima-se que tenha vendido entre 180 e 250 milhões de cópias.

4) O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

SINOPSE: Livro de criança? Com certeza! Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi. O pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retorna os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.

Estima-se que tenha vendido entre 150 e 180 milhões de cópias.

Livros-mais-vendidos-da-história-2

5) O Senhor dos Anéis – J.R.R. Tolkien

SINOPSE: O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings) é um romance de fantasia criado pelo escritor, professor e filólogo britânico J.R.R. Tolkien. A história começa como seqüência de um livro anterior de Tolkien, O Hobbit (The Hobbit), e logo se desenvolve numa história muito maior. Foi escrito entre 1937 e 1949, com muitas partes criadas durante a Segunda Guerra Mundial. Embora Tolkien tenha planejado realizá-lo em volume único, foi originalmente publicado em três volumes entre 1954 e 1955, e foi assim, em três volumes, que se tornou popular. Desde então foi reimpresso várias vezes e foi traduzido para mais de 40 línguas, tornando-se um dos trabalhos mais populares da literatura do século XX.

Estima-se que tenha vendido entre 150 e 170 milhões de cópias.

6) Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling

SINOPSE: Harry Potter é um garoto comum que vive num armário debaixo da escada da casa de seus tios. Sua vida muda quando ele é resgatado por uma coruja e levado para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele descobre tudo sobre a misteriosa morte de seus pais, aprende a jogar quadribol e enfrente, num duelo, o cruel Voldemort. Com inteligência e criatividade, J. K. Rowling criou um clássico de nossos tempos. Uma obra que reúne fantasia e suspense num universo original atraente para crianças, adolescentes e adultos.

Estima-se que tenha vendido entre 110 e 130 milhões de cópias.

7) O Caso dos Dez Negrinhos – Agatha Christie

SINOPSE: Dez pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitável, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.

Estima-se que tenha vendido entre 90 e 120 milhões de cópias.

Livros-mais-vendidos-da-história-3

8) O Sonho da Câmara Vermelha – Cao Xueqin

SINOPSE: “O Sonho da Câmara Vermelha”, de Cao Xueqin, é uma das obras-primas da literatura chinesa. O livro faz um relato detalhado da aristocracia chinesa da época. Acredita-se que o conteúdo da história seja autobiográfico descrevendo o destino da própria família do escritor.

Estima-se que tenha vendido entre 80 e 100 milhões de cópias.

9) O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa – C.S. Lewis

SINOPSE: “Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado”, sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chegada do verão. Assim, no coração da terra encantada de Nárnia, as crianças lançaram-se na mais excitante e mágica aventura que alguém já escreveu.

Estima-se que tenha vendido entre 75 e 90 milhões de cópias.

10) Ela, a Feiticeira – Henry Rider Haggard

SINOPSE: Ela, a Feiticeira, publicado originalmente em 1887, é um best-seller escrito por Henry Rider Haggard, escritor vitoriano de aventuras e fantasia. O livro narra as aventuras de Leo Vincey e Horace Holly numa região inexplorada da África, onde encontram civilização obediente a uma misteriosa feiticeira chamada Ela.

Estima-se que tenha vendido entre 70 e 80 milhões de cópias.


Fonte: Melissa Marques no site TodaTeen.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s